Slide # 1

VOLTANDO COM CARGA TOTAL!

O projeto de reativar o blog surgiu a partir da necessidade de noticiar os fatos sem cunho sensacionalista e sem a exposição de ofensas que desmerecem e desrespeitam as pessoas. Mais informações »

Slide # 2

INSTAGRAM E WHATSAPP GANHAM INTERAÇÃO PARA COMPARTILHAR FOTOS

Hoje (24), o Instagram ganhou uma integração com o WhatsApp. Os aplicativos, ambos comprados pelo Facebook, agora vão trabalhar juntos no compartilhamento de fotos... Mais informações »

Slide # 3

PRECISAMOS EVOLUIR, PRECISAMOS PENSAR

O brasileiro (em sua maioria) é um ser que precisa urgentemente de vergonha na cara e aprender a respeitar Leis, limites e ser gente de verdade. Precisa encontrar Deus... Mais informações »

Slide # 4

POR R$ 0,20 CENTAVOS

Dois anos atrás, fizeram dezenas de protestos por causa do aumento de R$ 0,20 centavos na passagem de ônibus (e não adianta dizer que não foi só por isso, pois se... Mais informações »

Slide # 5

SE O TROCO FALTAR, É SEU DIREITO TER ARREDONDAMENTO DO VALOR PARA BAIXO

Se você andar em qualquer tipo de comércio, vai perceber a enorme quantidade de produtos que possuem um “valor fantasioso”, como R$1,99... Mais informações »

sábado, 22 de novembro de 2014


Timbu perdeu por 1 a 0 na Arena das Dunas e "ajudou" adversário a deixar o Z4.

Num roteiro semelhante ao do encontro com o Oeste, o Náutico não conseguiu fazer frente ao América-RN e foi derrotado por 1 a 0 na noite desta sexta-feira, na Arena das Dunas. Diante de um adversário que reúne suas forças na luta contra o rebaixamento, o Timbu voltou a apresentar uma postura sonolenta e se transformou numa presa fácil para o Dragão. De olho na próxima temporada, os alvirrubros agora se preparam para o último compromisso na Série B: a Ponte Preta na Arena Pernambuco, no próximo sábado.

Dois minutos foram mais do que suficientes para a constatação de que a noite do Timbu não seria das melhores. Como acontecera no encontro com o Oeste, na última terça-feira, o Náutico entrou num ritmo mais lento que o adversário, e foi engolido desde o início do confronto. A bola que caprichosamente carimbou a trave de Júlio César na primeira tentativa de Rodrigo Pimpão era um prenúncio do que se veria durante todo o primeiro tempo.

Ciente das deficiências do sistema defensivo pernambucano, o técnico Roberto Fernandes instruiu seus comandados a explorarem as jogadas aéreas. Foi assim que Max assustou Júlio César com três cabeçadas perigosas. Na última, o goleiro do Timbu praticou uma grande defesa no contrapé, mas no rebote, Pimpão, impedido, abriu o placar na Arena das Dunas.

Apesar de ter terminado o primeiro tempo pressionando o Náutico, o América-RN voltou do intervalo com uma postura mais conservadora. Suficiente para o Timbu crescer de produção, equilibrando as ações entre as intermediárias. Faltava, porém, qualidade técnica para transformar o volume de jogo em chances reais.


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não se responsabiliza por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.