Slide # 1

VOLTANDO COM CARGA TOTAL!

O projeto de reativar o blog surgiu a partir da necessidade de noticiar os fatos sem cunho sensacionalista e sem a exposição de ofensas que desmerecem e desrespeitam as pessoas. Mais informações »

Slide # 2

INSTAGRAM E WHATSAPP GANHAM INTERAÇÃO PARA COMPARTILHAR FOTOS

Hoje (24), o Instagram ganhou uma integração com o WhatsApp. Os aplicativos, ambos comprados pelo Facebook, agora vão trabalhar juntos no compartilhamento de fotos... Mais informações »

Slide # 3

PRECISAMOS EVOLUIR, PRECISAMOS PENSAR

O brasileiro (em sua maioria) é um ser que precisa urgentemente de vergonha na cara e aprender a respeitar Leis, limites e ser gente de verdade. Precisa encontrar Deus... Mais informações »

Slide # 4

POR R$ 0,20 CENTAVOS

Dois anos atrás, fizeram dezenas de protestos por causa do aumento de R$ 0,20 centavos na passagem de ônibus (e não adianta dizer que não foi só por isso, pois se... Mais informações »

Slide # 5

SE O TROCO FALTAR, É SEU DIREITO TER ARREDONDAMENTO DO VALOR PARA BAIXO

Se você andar em qualquer tipo de comércio, vai perceber a enorme quantidade de produtos que possuem um “valor fantasioso”, como R$1,99... Mais informações »

sábado, 26 de maio de 2012




quarta-feira, 23 de maio de 2012

Quem acha o Raspberry Pi um computador pequeno ainda não conheceu o MK802. O produto é um computador completo: no formato de um pendrive, ele já tem o Android 4.0 pré-instalado e precisa apenas de um teclado, mouse e de uma TV ou monitor com porta HDMI.


A base desse mini-PC é o SoC AllWinner A10, que inclui um processador ARM Cortex A8 single-core de 1.5 GHz, uma GPU Mali 400 GPU (similar à GPU do Galaxy S II) e 512 MB de RAM. Completando o conjunto, ele vem com uma porta USB e uma saída HDMI.

O MK802 tem 4 GB de memória Flash interna, que pode ser expandida com o uso de um cartão microSD. Ele pode ser usado ligando o mesmo a um teclado e mouse USB e uma TV. A alimentação dele é feita através de sua porta micro-USB, que é compatível com a maioria dos carregadores de celular.

A principal aplicação para esse pequeno equipamento é o uso como set-top Box para TV. Para isso, ele oferece suporte à exibição em Full-HD (1080p), além de suportar vídeos nos principais formatos atuais. Assim, com o MK802 conectado a uma TV e usando o Android  é possível exibir vídeos e navegar na web, praticamente transformando o conjunto em uma Smart-TV.

O MK802 não é o primeiro mini-PC desse formato a chegar ao mercado. Antes, já existia o Cotton Candy. Mas à favor do MK802 está o valor menor e a facilidade para compra e envio: ele pode ser comprado na China por apenas US$ 74 (cerca de R$ 150) a unidade, com frete grátis para o Brasil.

sexta-feira, 18 de maio de 2012


O Prefeito Marco Coca-Cola passou três anos sem fazer nenhuma obra. A cidade parou, começou a se destruir; são buracos, esgotos estourados, metralhas e mato tomando conta das ruas. Nesse que é o último ano de sua gestão e é ano eleitoral, ele resolveu trabalhar.
Além do beneficiamento próprio em muitas obras, a exemplo da obra que tentara concluir em suas terras por trás do seu depósito de baterias, da locação de seus imóveis em nome de laranjas à prefeitura com valores exorbitantes e de outros escândalos em que ele se envolve, faz as tais obras sem a mínima responsabilidade.

A poucos dias, ele reduziu alguns giradouros e ruas, para um melhor fluxo de veículos, segundo informações. Um dos giradouros, terminados a pouco tempo é o da Av. Sebastião Cabral (ladeira da Ponte Nova). Esse giradouro já foi palco de um acontecimento cômico, denunciado nesse blog, que você pode ler clicando no link: "Nada que um puxão de orelha nosso, mude as coisas em Belo Jardim".
Bom, o assunto a ser tratado nesse post é que esse giradouro terminado a poucos dias, já está com os paralelepípedos soltando.

Parece que o cimento que o prefeito utiliza em suas obras é Sonrisal, mas o mais interessante é que nem choveu esses dias. Simplesmente o calçamento da redução foi mal feito, como a maioria das obras do prefeito.

É um gasto alto nessas obras e o serviço é mal feito, sendo necessário refazer a obra ou parte dela, gastando mais, que poderia ser feito outras melhorias na cidade.

Confira as imagens atuais do giradouro:

 


O Prefeito Marcos Coca Cola no dia 14 de março deste ano recebeu da Procuradoria Geral recomendação para no prazo dez dias fornecer calendário de pagamento do Piso Salarial, em sessenta dias iniciar o pagamento do mesmo e em 90 concluir o pagamento do retroativo e mais uma vez foi denunciado pela Comissão de Professores por tentativa de burlar a justiça e não cumprimento das orientações.

            Nas denúncias a Comissão utilizou unicamente o projeto de lei complementar enviado pelo prefeito para a Câmara Municipal de Vereadores no dia 17 deste mês através do ofício GAB N° 110/2012. O projeto é audacioso pelo seu teor, primeiro por ignorar em sua redação o que determina a Lei do Piso Salarial Profissional Nacional e segundo pela tentativa de fazer a Câmara Municipal de Vereadores legitimar a suspensão de duas colunas das matrizes de vencimento dos ANEXOS de Lei Municipal 1222/98, o que desde 01 de janeiro de 2010 vem causando um prejuízo mensal no valor de 27% no vencimento de todo os professores da Rede Municipal que tenha mais de dez anos de efetivo exercício.

A partir do Projeto de Lei Complementar enviado pelo prefeito nesta quinta-feira vamos expor item a item e verificar a veracidade ou não dos fatos acima relatados: 

Enquanto a Lei do Piso em seu art. 1°, §1° diz que o piso salarial é o valor abaixo do qual os ente-federativos não poderão fixar o vencimento inicial da carreira o Projeto de Lei Complementar 001/2012 também em seu art. 1°, §1° estabelece que o piso seja o valor mínimo para a categoria independente da formação, assim não se observa a diferença de titulação estabelecida na LDB e na Resolução 02/2009 do Conselho Nacional de Educação. Todos os professores, independente da titulação, se com o magistério ou o doutorado vão iniciar com o mesmo salário é senhor prefeito?
            Enquanto a Lei do Piso também seu art. 1°, §1° estabelece que o vencimento inicial seja adotado como parâmetro para a jornada de, no máximo, 40 horas semanais o Projeto de Lei Complementar 001/2012 também em seu art. 1°, §2° tenta modificar o sentido da lei ao estabelecer que o piso previsto no artigo corresponda ao valor inicial para uma jornada de máxima de 40 horas semanais. Existe uma sutil diferença entre o texto Federal e o do projeto, pois a expressão “de até” não corresponde a expressão “de”, o primeiro fixa um referencial e o estende a uma margem maior o segundo limita o valor a carga horária de 40 horas.


            Uma das partes mais ousadas do projeto diz respeito a tentativa de fazer a Câmara Municipal de Vereadores legitimar um ato denunciado e acompanhado pela procuradoria;  a suspensão de duas colunas das matrizes de vencimento do ANEXOS da Lei Municipal 1222/98; nenhum prefeito enviou projeto de lei modificando este anexo. Esse anexo é construído a partir das diretrizes fixadas pelo PCC, o qual diz textualmente que a Matriz é tipo 6 X 6:


 Art.12 – Os cargos de provimento efetivo são distribuídos em CLASSES, designados pelos numerais romanos I, II, II, IV, V, VI às quais estão associados critérios de habilitação ou qualificação profissional. Parágrafo §1° - Cada CLASSE compreende, conforme o cargo, 04 (quatro) ou 06 (seis) FAIXAS, designadas pelas letras A, B, C, D, E, F.

O Projeto de Lei Complementar 001/2012 em seu art. 1°, §5° tenta legitimar a suspensão de duas colunas das matrizes de vencimento dos ANEXOS tornando legal o ato praticado em 2009 e não identificado pelos Vereadores, que por não perceberam que o ANEXO IV ao chegar a Casa Legislativa veio como ANEXO A e que haviam duas falhas votaram o mesmo; embora a redação dos nove artigos do projeto de lei sancionado como Lei Municipal 1774/2009 em nada modifique as diretrizes estabelecidas PCC a estrutura da matriz causou lesão ao direito do professor. Não se tenha conseguido naquele momento legitimar ação para se livrar do tribunal de contas, e percebendo, talvez a partir da denúncia, nesse momento o projeto complementar intenta lograr tal fato por inserir pela redação do texto a seguinte frase “de acordo com a Grade de vencimento... constante no ANEXO IV, com a redação do ANEXO C da Lei Municipal 1.774/2009, ora o anexo referido pela assessoria, assinado pelo prefeito e encaminhado não tem redação, possui sim um esquema representativo e não modifica as diretrizes fixadas no PCC para os moldes da sua emissão; essa redação vem agora num momento crítico, quando a denúncia já esta sendo averiguada, comprovar de forma irrefutável que a denúncia tem consistência. Ademais a redação do projeto complementar no mesmo item estabelece que a lei não incide, ou não dá direito, a quem, da categoria percebe acima do mínimo fixado, quem receber acima do mínimo não terá direito, então para que a progressão por tempo de serviço e por avaliação de desempenho? O que pretende o Executivo estabelecer com esse texto? Ora melhor seria no final do projeto que a redação revogasse em específico a Lei 1222/98, pelo visto vontade sobre o que falta é coragem.

            Na recomendação da procuradoria o Prefeito Marcos Coca Cola foi orientado para que no prazo de dez dias fornecer calendário de pagamento, em sessenta dias iniciar o pagamento do Piso Salarial e em 90 finalizar o pagamento do retroativo. O Projeto de Lei Complementar 001/2012, no entanto, em seu art.2° intenta fazer a Câmara autoriza a criação de um calendário de pagamento para o retroativo e em seu parágrafo único divide o mesmo em tantas parcelas quanto em atraso exista, pois diz que será efetuado de formas mensais, iguais e sucessivas. Se aprovado o prefeito teria uma justificativa para não seguir a recomendação.

            No art. 3° o Projeto de Lei Complementar 001/2012, mais uma vez reforça a tentativa de legitimar a suspensão das colunas da matriz de vencimento do ANEXO IV e na maior comprovação de falta de conhecimento sobre a matéria, a assessoria estabelece, pela redação que a tabela corresponde a grade de vencimento para o professor com carga horária de 150 horas, além de anunciar a existência do ANEXO ÚNICO da Lei Complementar, observação o anexo foi a única coisa que o prefeito não enviou. Também nesses termos, melhor mesmo não enviar! No entanto senhor prefeito vale salientar que a Lei do Piso Nacional em seu art. 1° §4° estabelece que na composição da jornada de trabalho se observa o limite máximo de 2/3 para o desempenho de atividades de interação com os educando, o que na prática transforma a carga de 150 horas em 187 horas; assim sua sutil tentativa de pagar o valor abaixo do piso nacional fixado em lei vai por água abaixo; melhor contratar outra assessoria ou pagar uma capacitação pra mesma.
Por último o Projeto de Lei Complementar 001/2012 tenta dar continuidade a uma manobra erradicada pelo art.3° da Resolução 02/2009 do Conselho Nacional de Educação e que esta sendo alvo dos tribunais de conta a partir das denuncias encaminhadas por esta Comissão e outros órgãos. Essa manobra consiste em apresentar ao Tribunal de Contas para efeito de Lei de Responsabilidade Fiscal, e em específico para computo de folha de pagamento, unicamente o percentual dos 15% do FUNDEB, assim como justificado pelo prefeito, o qual alega que a folha compromete 80% dos recursos, o que ocorre pela saturação como se esclarece a seguir. A redação dada pelo projeto, cita a Lei de Responsabilidade Fiscal e os recursos vinculados, mas não nomeia quais os recursos vinculados, pois bem Sr. prefeito, no art.4° de seu projeto complementar deve constar que os recursos para o pagamento dos profissionais do magistério são aquele descritos no art. 212 da Constituição Federal e no art.60 do seu Ato das Disposição Transitórias, ou seja os 25% da verba da Educação e não apenas os 15% do FUNDEB, quem sabe assim tomando como base de cálculo para folha os 25% em vez de apenas 15% o senhor não receba outra multa.

Para não desconsiderar a iniciativa do prefeito com um doto, apresentamos dois itens positivos e aproveitáveis da iniciativa: “o projeto enquanto prova da tentativa e descumprimento da orientação e de legitimação do ato denunciado” e “o não envio do anexo”, vale recordar que no ato de retirada do anterior projeto de lei 026/2012 pelo líder do Governo na Câmara os Vereadores já tinham condicionado como exigência para apreciação da matéria o envio das Grades de vencimento.

Sr. Prefeito a denuncia está feita e vem sendo acompanhada, não há como o senhor prosseguir sem ser punido. Saiba que essa Comissão não deixará de enviar suas tentativas de manter as coisas com estão para apreciação da Procuradoria Geral, o projeto complementar já foi copiado e enviado aos órgãos competentes.  


Fonte: Blog No Giro da Cidade

No dia 08 de maio, esse blog postou a matéria "Secretaria de Infraestrutura de Belo Jardim sem estrutura" no último dia 16, uma semana depois, a secretaria foi às ruas e retirou a metralha. Confira as fotos de antes e de agora:

Antes:


Agora:

 

terça-feira, 15 de maio de 2012


O texto diz:

"BELO JARDIM - Com relação a Belo Jardim, diz o relatório prévio de auditoria, a Prefeitura ultrapassou o limite de gastos com o pessoal desde o terceiro quadrimestre de 2009, chegando a comprometer 60,45% de sua receita corrente líquida com a folha de salários. Foi aplicada ao prefeito Marco Antonio da Silva uma multa no valor de R$ 14.400,00, que a exemplo das outras duas, deverá ser recolhida no prazo de 15 dias do trânsito em julgado desta decisão."

Com essa notícia só digo duas palavras:


segunda-feira, 14 de maio de 2012


domingo, 13 de maio de 2012

Confira as fotos do show de Leonardo Sulivan e Capital do Sol. Evento realizado na Av. Dep. José Mendonça Bezerra no dia 12/05/2012. Clique na imagem abaixo para abrir o site:


Confira as fotos do VIII Luau Água Viva, com a banda Jesus Pão da Vida. Evento realizado na Cia do Lazer no dia 12/05/2012. Clique na imagem abaixo para abrir o site:


sábado, 12 de maio de 2012


Nossa reportagem foi chamada mais uma vez hoje no Hospital Júlio Alves de Lyra de Belo Jardim e outra vez o motivo: falta de médicos.

Enquanto a população passa por privações e necessidade, a cúpula do prefeito sonha em mais uma eleição, contudo se esqueceram de fazer o dever de casa, pois políticos para irem às ruas pedir votos precisam estar em dia com o povo e ter serviços prestados, coisa que esta gestão não tem.

Infelizmente nossa cidade está ao deus dará, são casos e mais casos de abandono e a saúde em Belo Jardim é coisa de outro mundo, fomos informados por um dos pacientes que estão internados que no hospital só tem soro e dipirona, quem entra no setor de emergência e precisar de medicado tem que preparar as veias, pois não existe outro tipo de medicamento.

Perguntamos prefeito, onde o senhor está aplicando o dinheiro do SUS (Sistema Único de Saúde)?


Em Belo Jardim é assim, começa uma obra em um dia e num outro se paralisa.

Pois é amigos e amigas, a tão badalada e muito propagada macrodrenagem do Canal do Bitury já está paralisada, segundo informações o motivo é simples: “falta de pagamento”.

 Agora me pergunto, por que será que tudo em nossa cidade é tão difícil e sai tão caro? Pois se começa o trabalho, se gasta com mídia, gera-se expectativas e depois se paralisa as obras, mas quem perde com isso? A população que espera e mais uma vez, assiste o nosso dinheiro indo para o esgoto por ralo abaixo.

Como perguntar não ofende: Essa maquina no esgoto foi apenas para se tirar fotos?

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Agentes da 12ª DP (Copacabana) prenderam na manhã desta quinta-feira (10) um turista americano que tentava deixar o Brasil após dar um calote de cerca de R$ 15 mil em um hotel cinco estrelas situado em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

Robert Scott, 63, teria gastado mais de R$ 6 mil apenas com doses de caipirinha, segundo a polícia.

O turista foi detido minutos antes do horário previsto para embarque no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, na zona norte da cidade. Na versão dele, o cancelamento de seu cartão de crédito impossibilitou o pagamento da fatura.

Além disso, o homem preso alegou que teria problemas cardíacos e precisava voltar aos Estados Unidos o mais rápido possível em função de um tratamento médico.

Para a polícia, os esclarecimentos são totalmente contraditórios, já que o americano de 63 anos ingeriu uma grande quantidade de bebida alcóolica.

Considerando as despesas de R$ 6.000 somente com capirinhas, e supondo que o preço de cada dose seja de R$ 20, Scott teria consumido pelo menos 300 doses de caipirinha em apenas 12 dias.

Os representantes do hotel -- que fica na avenida Atlântica, com vista para a praia de Copacabana -- afirmaram que não vão comentar o caso.

Scott estava no Rio de Janeiro há 13 dias e sua última diária no estabelecimento se encerrou por volta de 12h desta quinta-feira (10).

A Polícia Civil explicou que o turista estará sujeito a indiciamento nos artigos 176 (usufruir de serviços sem dispor de recursos para efetuar o pagamento) ou 171 (obter vantagem por meio de fraude).

Se Scott for denunciado por atitude fraudulenta, a pena prevista é de um a cinco anos de prisão.

A polícia informou ainda que o Consulado Americano já foi notificado a respeito da prisão do turista. Scott foi liberado para regressar aos Estados Unidos depois que a polícia negociou com a família do turista o pagamento da conta.

Antes de deixar a DP, o americano assinou um termo de compromisso pelo qual se compromete a retornar ao Brasil com o objetivo de prestar futuros esclarecimentos à Justiça.

Fonte: Uol


Na última segunda-feira, fizemos uma surpresa pra o vereador Valdemir Cintra. O aniversário dele foi no domingo (06) e comemoramos na segunda. No meio do programa A Voz do Povo entramos com a festa surpresa pra ele, onde o mesmo se emocionou muito. Aproveitamos para comemorar também o aniversário de Tio do Pastel (05/05), Gorete Vieira (07/05), Alex Lima (06/05) e o meu (07/05).

Confira as fotos: