Slide # 1

VOLTANDO COM CARGA TOTAL!

O projeto de reativar o blog surgiu a partir da necessidade de noticiar os fatos sem cunho sensacionalista e sem a exposição de ofensas que desmerecem e desrespeitam as pessoas. Mais informações »

Slide # 2

INSTAGRAM E WHATSAPP GANHAM INTERAÇÃO PARA COMPARTILHAR FOTOS

Hoje (24), o Instagram ganhou uma integração com o WhatsApp. Os aplicativos, ambos comprados pelo Facebook, agora vão trabalhar juntos no compartilhamento de fotos... Mais informações »

Slide # 3

PRECISAMOS EVOLUIR, PRECISAMOS PENSAR

O brasileiro (em sua maioria) é um ser que precisa urgentemente de vergonha na cara e aprender a respeitar Leis, limites e ser gente de verdade. Precisa encontrar Deus... Mais informações »

Slide # 4

POR R$ 0,20 CENTAVOS

Dois anos atrás, fizeram dezenas de protestos por causa do aumento de R$ 0,20 centavos na passagem de ônibus (e não adianta dizer que não foi só por isso, pois se... Mais informações »

Slide # 5

SE O TROCO FALTAR, É SEU DIREITO TER ARREDONDAMENTO DO VALOR PARA BAIXO

Se você andar em qualquer tipo de comércio, vai perceber a enorme quantidade de produtos que possuem um “valor fantasioso”, como R$1,99... Mais informações »

sábado, 17 de setembro de 2011


O grupo assumiu responsabilidade por tirar do ar a página da Secretaria de Defesa Nacional e manipular a rede do Congresso do Estado de Nayarit.

Enquanto os mexicanos preparavam bandeiras, chapéus e tequila para festejar o aniversário de sua independência na quinta-feira à noite, o grupo Anonymous "entrou" na festa sabotando algumas páginas do governo na Internet.

O grupo assumiu responsabilidade por tirar do ar a página da Secretaria de Defesa Nacional (Sedena) e manipular a rede do Congresso do Estado de Nayarit, assim como um "site" do governo estatal de San Luis Potosí.

"Cada vez o país está mais assustado com a violência e a falta de segurança", disse o grupo por meio de um vídeo no YouTube em que explica os motivos dos ciberataques.

"Vimos como o povo mexicano vive amedrontado por culpa de um governo que não quis escutar a voz de sua gente, que está farta do sangue e da violência", acrescentou.

Mais de 42 mil pessoas foram mortas no México em episódios de violência relacionados ao narcotráfico desde o fim de 2006, quando o presidente Felipe Calderón lançou uma campanha militar frontal contra os cartéis de droga.

Por meio da tag #OpIndependencia (operação independência), o grupo coordenou por meio do Twitter o ataque com mensagens como "começa a #OpIndependencia - fogo agora! Haverá vários alvos ao longo do dia".

Em comunicado, a Sedena afirmou que a falha no site era por "questões técnicas", sem fazer referência ao ataque.

Fonte: Tecmundo

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não se responsabiliza por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.